top of page

Automação residencial agrega valor aos coworkings


O mercado de coworkings e ambientes corporativos compartilhados tem crescido no Brasil. Nos últimos anos, movimentou mais de R$ 120 milhões em todo o país como alternativa enxuta e viável para diversos modelos de negócio. Dentro desse contexto, a automação residencial pode agregar ainda mais valor a esses ambientes por entregar uma experiência completa aos seus usuários.


Inicialmente, a pandemia causada pelo novo coronavírus gerou incerteza quanto ao futuro do setor, algo que nenhum nicho passa imune. No entanto, o mercado se adaptou e agora o “escritório do futuro” se transformou no escritório do presente. O advento do home office em tempos de isolamento social provou definitivamente que as empresas estão prontas para operar com soluções mais flexíveis de espaços de trabalho. Neste contexto, a procura pelos coworking cresceu e essa tendência se ampliará ainda mais no pós-pandemia.


Oportunidade para os coworkings


O primeiro impacto da pandemia para as empresas é, sem dúvida, a redução do faturamento. Se pensarmos que, manter um escritório, é o segundo maior custo de uma empresa, atrás apenas da folha de pagamento, uma das formas de cortar gastos sem impactar na produtividade do negócio é a adoção do coworking.


Pesquisa da Coworking Brasil mostra esta oportunidade de crescimento. Em abril de 2020, no início da pandemia, apenas 57% dos gestores estavam otimistas quanto ao futuro dos coworkings. Três meses depois, este número aumentou para 75%. Outra pesquisa da JLL indica que os espaços de coworking devem representar 30% do mercado até 2030.


Automação residencial nos escritórios compartilhados


A automação residencial pode agregar muito mais valor aos coworking e ambientes corporativos compartilhados. Com a automação residencial é possível tornar os espaços atrativos e funcionais com soluções de áudio, iluminação inteligente e vídeo focadas em ambientes comerciais, entregando mais qualidade e interatividade. Aliás, ter uma sala de conferência ou de reunião automatizada pode se tornar um diferencial frente à concorrência.


Os recursos de automação e os sistemas integrados a ela também podem ser projetados para as áreas comuns dos coworkings e ambientes compartilhados, auxiliando no dia a dia dos colaboradores e usuários e trazendo benefícios como economia de energia elétrica, aumento da produtividade com a automatização de tarefas rotineiras ou som ambiente para momentos de descontração.


Além desses exemplos, outras soluções para iluminação inteligente, controle de acesso, ares-condicionados e cortinas motorizadas, quando integradas ao sistema de automação, deixam os ambientes mais tecnológicos e inovadores.


Outro fator relevante e que faz toda a diferença na experiência dos usuários é o acesso a internet. É essencial para os coworkings e ambientes compartilhados terem uma rede corporativa de alta performance, com taxas de download e upload capazes de suportar acessos simultâneos e o mais importante, adequada ao perfil das empresas e profissionais que irão utilizá-la.


O sistema de monitoramento e segurança é outro aspecto importante em espaços com grande circulação de pessoas. O projeto também pode incluir soluções como câmeras de monitoramento e central de alarme, além de permitir a integração ao sistema de automação, possibilitando o controle remoto de portas e o envio e recebimento de alertas pelo smartphone quando algo anormal acontecer.


Gostou deste artigo? Entre em contato conosco


Fonte: vess

9 visualizações0 comentário

Comments


Whatsapp Road Automação
bottom of page